A revolução de Cristo é a revolução do amor…

Se você pensa que nós aqui somos um bando de doidos que falam o que brota na cabeça, do nada, você está muito enganado!!!

No último domingo, dia 14, o Papa Bento XVI falou sobre nós, na oração do Ângelus e não podíamos deixar de registrar aqui…

No início da oração o Santo Padre disse que a verdadeira “revolução” necessária para o ser humano é aquela trazida por Cristo: a revolução do amor, apoiada sobre sua Cruz e sua Ressurreição.

Meditando sobre a passagem das bem-aventuranças, o Papa recordou que elas “se apóiam no fato da existência da justiça divina que eleva quem foi humilhado e abaixa a quem é exaltado.”

Ele disse: “Esta justiça e esta bem-aventurança se realizam no Reino dos Céus que terá sua realização ao final dos tempos mas que já se manifesta em nossa história.

Aí onde os pobres são consolados aí se manifesta a justiça de Deus. É esta a tarefa que os discípulos do Senhor estão chamados a realizar na sociedade atual”.

Falando sobre o tema da Quaresma deste ano, dedicado a justiça ele disse que “O Evangelho de Cristo responde positivamente à sede de justiça do homem, mas em modo inesperado e surpreendente.

Jesus não propõe uma revolução de tipo social e político, e sim a revolução do amor, que já realizou com sua Cruz e com sua Ressurreição”.

O Papa encerrou fazendo um convite, e nós indicamos o mesmo a todos os revolucionários, convidando que se voltem a Maria, deixando-se guiar por Ela “no caminho da Quaresma, para ser liberados da ilusão da auto-suficiência, reconhecer que temos a necessidade de Deus, de sua misericórdia, e entrar assim em seu Reino de justiça, de amor e de paz”.

A Quaremos está começando… Aproveite esse tempo de penitência e jejum para colocar em prática a Revolução Jesus, a Revolução do Amor!

Fonte: VATICANO, 14 Fev. 10 / 11:00 am (ACI)

http://www.acidigital.com/noticia.php?id=18196

Na Base do Beijo!

Ficar ou não ficar. It’s the question. O assunto é sério e merece um pouco mais de conversa. Aqui queria falar de uma realidade que rola no ficar: O beijo!

Tem gente que consegue “ficar” em uma noite com até 30 pessoas. Assim são contabilizados, em uma só noite, 30 beijos. Ufa, muito não?

Do ponto de vista biológico, em cada beijo na boca que você dá, troca-se  na saliva, cerca de 250 bactérias, 9 miligramas de água, 18 substâncias orgânicas, 7 decigramas de albumina (proteína solúvel em água), 711 miligramas de materiais gordurosos e 45 miligramas de sais minerais.

O beijo, algo tão antigo entre os povos, marca tantas coisas, como por exemplo: traição (beijo de Judas), amor (Romeu e Julieta), amizade (ósculo santo).

Hoje o beijo, literalmente, está na boca da galera!

Afinal de contas, o que rola na base do beijo?

Trocas! Muitas trocas! E o sentimento, e a pessoa, e o valor, onde ficam no “ficar”?

Além de lábios que se tocam, será que sentimentos se encontram? Sentimentos se misturam ou só se isolam?

O ato em si é capaz de movimentar 29 músculos, 12 dos lábios e 17 da língua. Durante um beijo, a pulsação cardíaca pode subir para algo em torno de 150 batimentos por minuto. Haja movimento, parece até uma seção de spinning.

Muitos músculos são movimentados, mas e o mover dos sentimentos? E o sacrário vivo que você é…qual o movimento que acontece?

Do ponto de vista psicológico, quantas carências tentam ser supridas, mas não o são, pois afinal de contas foi só mais um a se beijar.

Beijar é sinal de comprometimento. Sinal de pertença! Mas se vulgarizou tanto que, quem se compromete com você depois de, em uma noite ,ter passado por mais de 20 bocas?

Batendo um papo com a gastroenterologista, Dr. Márcia Mayumi, ela alertou sobre as doenças que giram em torno do beijo. “As doenças são a cárie (por ser causada por uma bactéria, pode ser transmitida pelo beijo e vir a provocar a doença em quem a contraiu); gripe (causada por um vírus); hepatite B; mononucleose, e bactérias que causam faringite, laringite, amigdalite. O beijo transmite estas doenças, desde que, uma das pessoas possua o agente causador e a outra tenha uma propensão para adquirir a doença.”

Tem gente beijando sem pensar no que realmente está por detrás deste ato. Em beijos não se cura carências! No beijo acontecem encontros!

Beijo roubado, coração ferido. É hora de se cuidar, saber que seu valor é bem maior que um simples beijo passageiro.

Beijar é bom. Bom demais. Dá adrenalina, mas com a pessoa certa, no momento certo e do jeito certo! O beijo não pode ser colocado como um brinquedo, que passa de boca em boca. Não deixe rastros de você nas pessoas. Deixe uma marca! A marca de quem se valoriza! Marca de céu! Um beijo que voce dá em seu namorado e que traz gosto de eternidade!

Não saia dando o beijo de Judas por ai, um beijo que traia você mesmo! O verdadeiro amor espera. O beijo também é espera! O detalhe é dar aquele beijo que sela amor e gera compromisso. Não é beijar todo mundo, mas é beijar aquela (e) que te espera como Dom.

É tempo de Conversão…

Nesta quarta-feira dia 17, com a celebração das cinzas, adentramos a porta de um tempo de oração e conversão chamado de Quaresma. Por esta porta, iniciamos um caminho de conversão e reencontro com Deus.

40 dias podem parecer tão pouco tempo neste ritmo acelerado da vida de quem corre dia após dia atrás de seus anseios, de quem busca a vitória sobre os sofrimentos e as tribulações que afligem seu coração. Mas o que é o tempo? Não seria ele a marca da miséria do homem diante do poder infinito de Deus? O tempo que vivemos diminui a nossa própria vida e é um caminho que nos fará retornar ao pó. E embora a imposição das cinzas no dia de hoje nos faça recordar a miserável e precária condição humana, não é desejo de Deus nos fazer prisioneiros desta condição, mas sim nos convidar a uma mudança interior que nos faça reencontrar a Sua amizade sempre fiel apesar da nossa pequena condição.

A Quaresma é um tempo que nos faz viver a Páscoa não como uma recordação vazia do passado ou uma celebração sem sentido do futuro, ela nos faz de fato experimentar no presente a vitória da vida sobre a morte. O dia do Senhor que parecia estar em um distante futuro tornou-se “hoje”, tornou-se agora: “Este é o tempo favorável, é este o dia da salvação”.

Hoje é o tempo propício para a nossa conversão interior e para nos aprofundarmos nesta experiência de junto a Cristo caminharmos do Jardim das Oliveiras até o Domingo da Ressurreição.

Converter-se não é uma atitude para obter a aprovação e aceitação dos homens, embora nosso processo de conversão deva nos fazer refletir aquilo que somos e que fazemos diante de das pessoas, seja como filho, marido, esposa, namorado, família, amigo… e diante de Deus, é claro.

A verdadeira conversão não nasce pela motivação de status, de aceitação ou de aparência, ela deve brotar da necessidade própria do seu coração em agradar a Deus, sobretudo no serviço e amor a Ele e ao próximo. Por isso, derrame neste tempo o seu coração diante de Deus, deixando de lado a prática religiosa das aparências e descobrindo durante estes quarenta dias o Amor único e inigualável que Ele tem por você.

Desejamos a você uma santa e frutuosa quaresma e que no final dela, tendo nos reconciliado com Deus e com os irmãos, tenhamos a graça de contemplar o Cristo Ressuscitado.